Precisa melhorar o desempenho na movimentação de materiais na sua empresa? Confira 5 dicas!

Processos logísticos dependem de um bom desempenho da movimentação de materiais e precisam ser bem planejados, pois impactam diretamente vários setores.

O aumento de custos nos processos logísticos, assim como os prejuízos com uma movimentação de materiais mal feita, podem estar diretamente relacionados com o local de armazenagem, pois ele tem grande importância na geração de maiores lucros.

A armazenagem é algo complexo dentro de um processo logístico e necessita de uma perfeita integração entre estrutura metálica, equipamentos de movimentação, sistema de endereçamento e softwares de controle e operação para satisfazer as necessidades dos clientes e evitar desgastes.

Além disso, para obter melhorias nos processos logísticos é fundamental ter um bom planejamento, assim como etapas padronizadas, cuidados com a ergonomia e uso de automação. Confira as cinco dicas importantes sobre processos logísticos que listei a seguir:

1. Tenha tudo padronizado

Nos processos logísticos, os sistemas de gestão são soluções digitais fundamentais para empresas que desejam entregar um serviço diferenciado para os seus clientes, pois a movimentação de mercadorias não se resume a um item sendo levado de um lado para o outro dentro do armazém. Essa é só uma parte da grande operação.

Como todos os processos logísticos estão interligados e formam uma cadeia de produção, é indispensável contar com um software de gestão, para garantir que nenhum detalhe passe despercebido e todos os processos se mantenham padronizados e bem alinhados. Com ele, o gestor obtém, entre outras coisas, a otimização do transporte dentro do galpão logístico, maior eficácia na gestão de armazenagem e melhor integração com outros setores.

2. Planejamento é fundamental!

Um bom planejamento é essencial para que uma empresa seja bem-sucedida em suas atividades. Por isso, é imprescindível a realização de um estudo prévio sobre alguns diferentes fatores antes de qualquer ação prática. Como gestor logístico, você deve saber que a maior parte das atividades realizadas influencia diretamente no planejamento das outras equipes dentro do setor. Sendo assim, para otimizar os processos logísticos é preciso pensar de forma abrangente.

Um bom planejamento requer a participação e o conhecimento de todos os gestores envolvidos, inclusive de outros departamentos da empresa, garantindo plena sintonia e o funcionamento geral dos processos. Mesmo que não haja uma fórmula pronta para cada negócio, é importante considerar os objetivos principais da empresa, a situação do mercado e a estrutura oferecida para a realização das operações.

3. Reduza o tempo dos processos

As organizações que prezam pelo bom atendimento ao cliente como fator estratégico precisam otimizar os processos logísticos, tornando-os mais ágeis, como forma de agregar valor a seus produtos e serviços. Dentro dessa questão estão incluídos o uso de softwares de gestão, automação de tarefas e uma boa estrutura física, além, é claro, de um planejamento muito bem feito.

4. Tenha cuidado especial com a ergonomia

Na área logística, a ergonomia é um fator importante e deve ser considerado, pois uma característica comum das atividades realizadas em armazéns é que elas são, em geral, pesadas, repetitivas e desgastantes. Por isso, a aplicação de estratégias ergonômicas torna-se necessária a fim de evitar o aparecimento de problemas de saúde nos trabalhadores, tais como Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

DORT é um termo relacionado a problemas nos ossos e músculos, especialmente os ligados ao pescoço e aos membros superiores. Para evitar o surgimento dessas complicações, é preciso melhorar o nível de conforto no ambiente onde se realizam as atividades.

Os primeiros diagnósticos de LER/DORT surgiram na década de 1980, o que levou o Ministério do Trabalho e Emprego a criar uma norma específica, na década de 1990, para a aplicação e fiscalização da ciência ergonômica ao trabalho.

5. Importância da automação para a melhoria dos processos logísticos

Com os recursos tecnológicos disponíveis hoje, não há mais razão para movimentar mercadorias usando metodologias obsoletas. As empresas que insistem em métodos ultrapassados tendem a ser superadas pelos concorrentes e perder mercado. A automação na logística objetiva o máximo desempenho dos empreendimentos do setor e já não é uma implementação opcional, mas obrigatória.

Mas, lembre-se, tudo deve ser corretamente avaliado antes de uma decisão. Para evitar desperdício de recursos, é importante analisar os principais gargalos na movimentação de materiais e certificar-se sobre as ferramentas ideais para a sua empresa. Automatizar não é adquirir equipamentos de maneira aleatória, e sim aperfeiçoar processos manuais com o objetivo de melhorar a produtividade das equipes de trabalho.

Gostou das informações? Confira outros assuntos que podem ser do seu interesse em nosso blog.