Movimentação de cargas: como aumentar a eficiência?

Leia o post e confira 7 dicas essenciais para melhorar seus resultados na movimentação de cargas!

Dentro do ramo logístico há diversos setores e um deles é a logística de movimentação de cargas, cujo foco é o armazenamento e a distribuição de produtos. Além disso, ela inclui ainda todas as funções ligadas ao planejamento da movimentação de cargas, visando garantir o máximo de eficiência nas atividades realizadas.

Ou seja, seu objetivo é realizar o abastecimento dos clientes dentro do prazo combinado e com preços de frete competitivos, de modo que a empresa consiga se manter em um mercado cada vez mais concorrido.

Continue a leitura e confira 7 dicas fundamentais para melhorias no processo!

1 – Investir em sistemas de gestão informatizados

Atualmente, contar com ferramentas tecnológicas é imprescindível para garantir informações precisas e automatizar tarefas meramente opcionais, permitindo que os recursos humanos se mantenham focados na realização de tarefas mais estratégicas. Isso faz com que a gestão seja mais eficiente.

2 – Utilizar indicadores de desempenho

Para que sejam implementadas melhorias em uma empresa, é preciso medir o seu desempenho, pois sem uma avaliação dos resultados não há como saber o que precisa ser aperfeiçoado. Os indicadores de desempenho possibilitam uma visão ampla, tanto do ambiente interno da empresa, quanto do mercado externo. 

3 – Realizar um planejamento prévio do estoque

Seja qual for o negócio, para uma gestão eficaz de compras e um bom controle de vendas, é necessário realizar um planejamento prévio do estoque de produtos. Esta é a única maneira de prever a necessidade de repor mercadorias, agilizando o atendimento aos clientes.

Além de fazer a previsão de estoque, o processo de planejamento também possibilita o levantamento dos custos de armazenagem.


4 – Desenvolver roteiros e mapas de entrega

Elaborar roteiros e mapas de entrega para uso na logística de movimentação de cargas é parte de um planejamento bem feito. A roteirização também reduz erros e otimiza as finanças do negócio.

Nesse quesito, a equipe operacional pode adotar as seguintes ações:

  • Combinar coletas na rota de entrega;
  • Fazer uso de veículos maiores;
  • Utilizar meios de entrega alternativos.

5 – Fazer uso das novas tecnologias

A necessidade de agilizar processos, a imensa quantidade de dados e informações e a demanda pela redução de custos e aumento da produtividade fazem com que o uso das novas tecnologias sejam cada vez mais indispensável para os processos logísticos, incluindo a logística de movimentação de cargas.

Na logística de distribuição, a tecnologia pode ser usada para:

  • Integrar e controlar processos;
  • Aproximar as empresas de seus parceiros;
  • Realizar o rastreamento de cargas em tempo real;
  • Gerenciar estoques e fretes;
  • Acompanhar o trabalho feito pelas transportadoras;
  • Melhorar o relacionamento entre a empresa e seus clientes.

6 – Criar e fortalecer parcerias

O mercado logístico é extremamente concorrido, por isso, criar e fortalecer parcerias nesta área pode ser uma ótima oportunidade para que o seu negócio se destaque perante a concorrência. Ter uma boa rede de contatos (networking) é essencial para localizar fornecedores, por exemplo.

Para criar e fortalecer parcerias, são necessárias atitudes como:

  • Aumentar os contatos e as cotações;
  • Procurar negociar pessoalmente com os parceiros;
  • Considerar o custo-benefício dos serviços;
  • Analisar o histórico dos parceiros, para se assegurar sobre a idoneidade dos mesmos;
  • Ser profissional e transparente.

7 – Terceirizar parte das etapas

Terceirizar algumas etapas do processo logístico pode ser decisivo para o sucesso de seu negócio. Essa é uma alternativa bastante usada na logística de distribuição.

Um exemplo comum são os galpões terceirizados, que melhoram o escoamento da produção, uma vez que esses centros de distribuição têm localizações estratégicas, reduzindo a distância entre os produtos e os clientes.

Entre as vantagens de terceirizar algumas etapas do processo logístico, podemos citar:

  • Redução de custos;
  • Processos simplificados;
  • Melhor aproveitamento de know-how;
  • Mais qualidade no serviço prestado.

Como acabamos de ver, a logística de movimentação de cargas possui uma posição estratégica no mercado, com grande influência sobre os resultados da economia. Logo, é indispensável que ela seja monitorada, analisada, avaliada e aprimorada com frequência para garantir a qualidade dos serviços prestados, assegurando a permanência de sua empresa no mercado.

Este conteúdo foi útil para você? Aproveite para conferir outros artigos relacionados à cadeia logística no nosso blog!